AJPM abriga última semana da exposição fotográfica de Chico Kfouri

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

“O prédio da Associação recém reformado é inaugurado com uma exposição fotográfica que retrata a cultura local de Fortim, realizando sua função social de  ser um local de valorização da cultura,  incentivo ao esporte e mobilização social”, diz Albana Karakushi, CEO da Alba Imóveis, patrocinadora do evento

A exposição Heróis Fortinenses, do fotógrafo paulista Chico Kfouri, no novo prédio da Associação de Jovens de Pontal de Maceió (AJPM), em Fortim, segue aberta. No entanto, quem ainda não viu o trabalho documental do fotógrafo, precisa correr, pois essa é a última semana da exposição.  A série de 10 fotos foi realizada no próprio município cearense, localizado a 135 km de Fortaleza. O horário de visitação é das 16h às 20h.

“O Ceará é um berço de cultura e história, história essa que muitas vezes é esquecida junto com a deterioração dos equipamentos. Depois de reformamos o prédio da Associação dos Moradores de Fortim, decidimos também abraçar a reforma da Associação dos Jovens de Pontal de Maceió, Isso só foi possível graças a colaboração de investidores e associações locais que se uniram a Alba Imóveis para resgatar esse patrimônio histórico da cidade de Fortim. Essa exposição é um presente e um lembrete a todos os cidadãos sobre o quão investir em cultura é necessário e vital para a nossa existência, relata, Albana.

Por meio das fotografias, Chico Kfouri retrata a vida dos pescadores Narcísio, Dedé e Neri, que ganham a vida em alto-mar. Todos os dias, eles se lançam ao mar, em busca do próprio sustento, a bordo de uma velha e grande amiga, uma jangada de 40 anos de existência, sempre movidos pela fé em Deus para voltarem sãos e salvos para os seus entes queridos.

Chico Kfouri revela que essa foi uma experiência muito marcante e intensa. “Acompanhar a história deles as deixou muito próximas do meu coração. Dia após dia, eles saem de casa para pescar sem saber se vão voltar de mãos cheias ou vazias ou, até mesmo, se vão retornar vivos. A realidade deles é muito diferente de boa parte das experiências que já tive”, explica o fotógrafo.

Por causa desse trabalho, Kfouri espera fotografar o cotidiano de outros profissionais. “Quero que essa série seja parte de um projeto maior, fotografando pessoas que se dedicam diariamente para manter seus modos tradicionais de viver, ainda que vivamos em uma era tecnológica que, lenta, mas certamente, está engolindo-os”.

Sobre Chico Kfouri:

O fotógrafo produziu comerciais para TV durante mais de 10 anos. Em 2014, mudou-se para o Canadá e estudou direção de fotografia para cinema. Um ano depois, foi para a Ásia, onde residiu por 4 anos. Passou por Bangladesh, Índia e Sri Lanka. Nesses países, desenvolveu mais seu olhar fotográfico e descobriu uma paixão por registrar, através das lentes da câmera, outras culturas. Há dois anos retornou ao Brasil e passou a lançar esse olhar diferenciado para a fotografia dentro do próprio país.

Serviço:

Exposição Heróis Fortinenses

(ùltima semana de exposição, das 16h às 20h)

Local: novo prédio da AJPM (rua José do Nascimento, 110, Pontal do Maceió, Fortim – Ceará)

Gratuito

Foto: divulgação

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.