Artistas e coletivos de bordado se reúnem em Fortaleza para Manifestação têxtil mundial

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

A ação Mil Agulhas pela Dignidade acontece na Praça dos Mártires – Passeio Público, na manhã de sábado, 07. O objetivo é criar um mural de bordados em alusão à problemática dos conflitos vividos no continente sul-americano.

O movimento têxtil Mil Agulhas pela Dignidade acontece simultaneamente em diversos lugares do mundo no sábado, 07 de dezembro. Em Fortaleza, o local da ação é a Praça dos Mártires – Passeio Público, centro, das 9h às 12h. O encontro é idealizado pela artista chilena Karen Rosentreter Villaroel para denunciar os intensos conflitos que tem acontecido no Chile e na América Latina.

A proposta é ocupar um espaço público para se manifestar através da arte têxtil, em torno do debate sobre a ação militar e a violência que as mulheres manifestantes tem sofrido nos conflitos que estão acontecendo na América Latina. Na ação, a intenção é criar pequenas peças têxteis com mensagens alusivas ao problema e criar um mural coletivo como instalação com palavras e desenhos bordados.

Diversos países integram a iniciativa, como Argentina, Bélgica, Chile, Espanha, Inglaterra, Suécia, França, USA e Costa Rica, além do Brasil, que terá a participação das cidades de Cachoeirinha, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Fortaleza e São Paulo.

Em Fortaleza, o movimento Mil Agulhas pela Dignidade terá a participação de diversos coletivos como Coletivo Avesso, De bem com o bordado, Grupo café com bordados, Grupo Iluminuras – Literatura e Bordado, dentre diversos outros grupos, artistas e interessados pela causa.

A ação é aberta e gratuita a todos e todas. Os coletivos disponibilizarão tecidos, tesouras, agulhas, linhas, fios de lã, para dar forma à intervenção. A proposta é a realização de registros fotográficos das peças produzidas em todas as cidades participantes para uma exposição futuramente.

SERVIÇO

Mil Agulhas pela Dignidade – Fortaleza

Quando: 07 de dezembro, sábado

Horário: 9h às 12h

Onde: Praça dos Mártires – Passeio Público, Centro

Gratuito
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.