“Cena São Luiz” traz temática “Memória e Resistência” em seu terceiro episódio

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Neste domingo (18), às 18h, estreia mais um episódio do Cena São Luiz, a WebTV do Cineteatro São Luiz. Sob o comando da atriz, jornalista e apresentadora Christiane de Lavor, o palco principal do equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) recebe dois grandes dramaturgos, diretores e atores cearenses: Herê Aquino e Ricardo Guilherme. O episódio também conta com exibição dos espetáculos “O Ano que não acabou” dirigido por Herê e “Frei Tito” escrito por Ricardo. Já no quadro “Cultura na Praça”: a história e a arte do Palhaço Colorau e seu parceiro Ronaldo.

O programa também conta com exibição do show de Mona Gadelha e Lúcio Ricardo, gravado no São Luiz, e no quadro “Um minuto É Tudo” as mais diversas personalidades respondem em apenas um minuto à provocação “qual é a diferença entre existir e resistir?”. A programação virtual vai ao ar pelo canal de Youtube e site do Cineteatro.

Os entrevistados

Dois grandes dramaturgos, diretores e atores cearenses, Herê Aquino e Ricardo Guilherme se encontram no palco do Cineteatro, onde tantas vezes se apresentaram, para revisitar momentos marcantes de suas carreiras e debater as influências do passado no contemporâneo.

Herê Aquino é diretora, pesquisadora e professora de teatro, iniciou sua carreira em 1990 quando fundou o Grupo Expressões Humanas e acumulando prêmios de Melhor Espetáculo, Direção, Ator, Atriz, Sonoplastia, Iluminação, entre outros. O foco de sua pesquisa está voltado para a ritualização no teatro, com ênfase na poética do espaço cênico e no homem em situação de representação e enquanto indivíduo e identidade cultural.

O espetáculo que dirige “O ano que não acabou”, peça premiada nacionalmente em 2002 no Concurso de Dramaturgia Carlos Carvalho (RS), também será exibido nesta edição do Cena São Luiz. A obra, do Grupo Expressões Humanas, visita às duras memórias do período da ditadura militar brasileira sob o ponto de vista daqueles que não tinham um envolvimento direto na luta contra o regime, mas que perderam parentes e amigos.

Em 2020, Ricardo Guilherme completou 50 anos de carreira. Dramaturgo, diretor teatral, historiador, roteirista, escritor e professor da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Ceará (UFC), formulou a teoria e o método do Teatro Radical Brasileiro em 1988. Também tem uma teatrografia de mais de cem espetáculos realizados, conquistados na trajetória nacional e internacional.

Ricardo foi quem escreveu, entre 1983 e 1985, o texto da peça “Frei Tito: vida, paixão e morte”. O texto é uma espécie de reportagem teatral e aborda fatos marcantes relativos à geração que no Brasil encarnou a vanguarda de uma militância revolucionária. “Frei Tito: vida, paixão e morte” ganhou menção honrosa no Concurso Internacional de Obras Teatrais do Terceiro Mundo (UNESCO-Caracas, 1987). O espetáculo que também será exibido neste episódio conta com direção de Graça Freitas, elenco composto por Maria Vitória, Leonardo Costa e William Mendonça, direção musical de Rami Freitas e montagem do Grupo Formosura de Teatro.

Cultura na Praça

O quadro dedicado aos artistas de rua do Centro da cidade recebe o palhaço Colorau e seu parceiro Ronaldo. Autênticos saltimbancos, Colorau e Ronaldo falam de suas experiências no circo e nas ruas e refletem sobre as condições atuais da arte de rua na cidade.

Show

Mona Gadelha e Lúcio Ricardo surgiram na cena cearense no final dos anos 70, encerrando a década com a marcante participação no projeto “Massafeira Livre”. Foram transgressores e iconoclastas numa época conservadora e sob o governo da ditadura militar. Nesse episódio, os pioneiros do rock cearense, Mona Gadelha e Lúcio Ricardo reinterpretam clássicos do rock no Ceará.

Serviço

Dia 18/10 (domingo), às 18h

Cena São Luiz – Episódio Memória e Resistência

No canal no Youtube https://www.youtube.com/c/CineteatroSãoLuizFortaleza e site no Cineteatro https://www.cineteatrosaoluiz.com.br/cenasaoluiz

Programação virtual com acesso gratuito

Foto: GUILHERME SILVA / HENRIQUE KARDOZO

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.