Colosso Fortaleza deixa de enviar mais de 1,8 toneladas de resíduos orgânicos nos últimos 45 dias

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Com o objetivo de se tornar um espaço 100% sustentável, o Colosso Fortaleza nos últimos 45 dias deixou de enviar para os aterros sanitários mais de 1,8 toneladas de resíduos orgânicos. A iniciativa, que começou em novembro, causou um grande impacto por realizar o descarte responsável dos resíduos. O projeto é realizado através de 12 cilindros de compostagem, que funcionam no próprio empreendimento e que tem capacidade de gerar cerca de 450 kg de adubo orgânico mensalmente. As ações foram realizadas em parceria com a Verdear Eventos Mais Sustentáveis e com a YBY Soluções Sustentáveis.

Além do impacto ambiental, a iniciativa ajudará um número significativo de famílias de agricultores com o envio de adubos para o cultivo de produtos orgânicos e se tornando fornecedores desses alimentos que serão usados na cozinha do Zoi Restaurante e do Colosso Fortaleza.“É uma iniciativa única que fazemos aqui, onde os clientes têm participação fundamental nesse projeto. Com essa proposta, nós não só afetamos o meio ambiente como causamos um impacto social, que ajudará inúmeros agricultores”, afirma Eduardo Castelão, diretor executivo do Colosso.

O complexo ainda realiza uma série de ações de sustentabilidade, como a destinação de materiais recicláveis (plástico, papel, vidro e metal) para cooperativas de reciclagem e faz a coleta de bitucas de cigarro, que serão recicladas e transformadas em massa celulósica, ou seja, vão virar papel e artesanato para pequenos empreendedores.

Foto: divulgação

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.