De 20 a 31/01 | Festival de Circo promove ações formativas sobre empreendedorismo, políticas públicas e temas do universo circense

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O evento segue até março de 2021 com programação gratuita, online pelo Youtube e Instagram, e presencial, em Fortaleza, Aquiraz e Canoa Quebrada

O 7º Festival Internacional de Circo do Ceará, que começou em novembro de 2020, vai dar início a mais uma etapa da programação: o Programa Luz no Picadeiro. De 20 a 31 de janeiro de 2021, o público vai conferir seminários, encontros, lives e videoaulas sobre diversos temas, como empreendedorismo, segurança no circo, políticas públicas, palhaçaria e protagonismo feminino. A programação acontecerá pelo canal do festival no Youtube e pelo Instagram, com a participação de convidados, entre eles, estão artistas circenses locais, nacionais e internacionais e profissionais de setores da economia e cultura, como Sebrae, ADECE e SecultCE. O acesso é gratuito.

SEMINÁRIOS

O Programa Luz no Picadeiro inicia com o III Seminário Ensino de Artes Circenses: Experiências de Vivência, Gestão e Memória, que acontecerá de 20 a 24 de janeiro, sempre às 15h, pelo canal do festival no Youtube, com a mediação da produtora cultural, Andrea Vasconcelos. A programação abre na quarta-feira (20), com o tema “Políticas Públicas para o Circo”, que contará com a participação Ermínia Silva, co-coordenadora do Grupo Circus, da FEF – Universidade Estadual de Campinas (SP), Diocélio Barbosa, doutorando em Artes Cênicas pela UFBA-PB e Valéria Cordeiro, da Coordenadoria de Artes e Cidadania Cultural da Secult/CE.

Na quinta-feira (21), o assunto “Empreendedorismo no Circo – Novos Caminhos e Experiências” será abordado por Marlene Querubim, presidente da União Brasileira de Circo Itinerante (UBCI), fundadora e presidente do Circo Spacial (SP); Diva Mercedes, gestora do projeto de Economia Criativa do SEBRAE-CE; Luís Sabadia, presidente da Câmara Setorial de Economia Criativa da ADECE; Laize Fracalosi, coordenadora de Economia da Cultura da Secult/CE; e Giza Diógenes, idealizadora do Festival Internacional de Circo do Ceará.

Já na sexta-feira (22), o tema em debate será “Acervos e Memórias – Processos de Salvaguarda de Documentos e de Acervos”, que contará com a participação de Camila Montefusco, responsável pelo Núcleo do Acervo do Centro de Memória do Circo (SP); Silas de Paula, diretor do Museu da Imagem e do Som do Ceará (MIS-CE); Cristina Holanda, coordenadora de Patrimônio Cultural e Memória da Secult/CE; e Pedro Domingues, diretor do Theatro José de Alencar, equipamento do Governo do Estado do Ceará.

Os seminários seguem também no fim de semana. No sábado (23), o tema “Segurança no Circo – Normativas de segurança, equipamentos e certificações” será debatido por Ely Gomes dos Santos, engenheiro de Segurança do Trabalho. Ele foi coordenador da Comissão Especial que elaborou a NBR 16650 da ABNT, que define projetos, terminologia e classificação dos circos (SP). Também estará nesse seminário, o Tenente Waldomiro Loreto do Nascimento, representando o Corpo de Bombeiros Militar (CE); Polyana Carcará do Fórum de Trupes, Grupos e Artistas Independentes; e Reginaldo Aparecido Calvo, presidente da Associação dos Proprietários, Artistas e Escolas de Circo do Ceará (APAECE).

E no domingo (24), o assunto “Espaços de Formação: Gestão e Projetos Políticos Pedagógicos” será debatido por Rodrigo Duprat, membro do grupo de pesquisa CIRCUS e fundador da Cia. Bravata de Circo e Teatro (SP); Iara Gueller, artista de circo e produtora artística (SP/Bélgica); Edmar Cândido, gestor do Colaboratório em Artes Circenses (CE); Ana Vieira, coordenadora pedagógica de projetos na APAECE e Circo Escola Canoa Criança (CE); e Rosângela Santos, coordenadora do projeto Circo Social Associação Cultural Canoa Criança (CE). As inscrições para as atividades são gratuitas e estão disponíveis no site do festival.

LIVES

Na semana seguinte haverá live com artistas circenses. Com início às 19h pelo Instagram do festival, na segunda-feira (25) a Cristina Franciscute da Trupe do Riso vai falar sobre “Palhaçaria e Saúde”. Já na terça-feira (26), os artistas Cícero dos Santos Brasil (Palhaço Soneca) e Pablo Nórdio (Circo Amarillo / SP-ARG) falarão sobre o tema “Estruturas aéreas para números circenses”. Os bate-papos contarão com a mediação do diretor do festival, Ângelo Márcio.

ENCONTROS ARTÍSTICOS

Na quarta (27) e quinta-feira (28) a programação segue a partir das 19h30, pelo canal do festival no Youtube, com vídeos de artistas cearenses sobre assuntos relacionados ao universo circense. Na quarta-feira, o público vai conferir um bate-papo entre Alysson Lemos, do grupo As 10 Graças da Palhaçaria, e Carri Costa, da Companhia Cearense de Molecagem sobre “Comicidade e humor em tempos do politicamente correto”. A conversa contará com mediação do diretor do festival, Ângelo Márcio. No dia seguinte, o tema “Palhaçaria e Protagonismo Feminino”, será abordado pelas artistas Rayanne Mendes, do Grupo Garajal; Dielan Vianna, do Grupo Desequilibradoz; e Aline Campelo do K`Os Coletivo, com mediação da produtora cultural Andrea Vasconcelos.

OBJETOS CIRCENSES

Também pelo canal do festival no Youtube, haverá de 29 a 31 de janeiro, às 15h, videoaulas sobre criação de objetos circenses. Com a ajuda dos instrutores Jaderson Gonçalves e Irlana Andrade, do grupo Breu (Brincantes de Eusébio – CE), o público vai aprender a confeccionar nariz de palhaço com caixa de ovos de papelão (29/01), as bolinhas e o swing com saco plástico e retalho para prática de malabarismo (30/01) e o instrumento musical Kazoo com garrafa Pet (31/01). Na ocasião, o público aprenderá também a como extrair o som do objeto.

A programação do 7º Festival Internacional de Circo do Ceará segue até março de 2021, com a realização de apresentações de artistas circenses pelo Circuito Leste, em Fortaleza, Aquiraz e Canoa Quebrada, com datas a confirmar.

O 7° Festival Internacional de Circo do Ceará é financiado via Lei de Incentivo à Cultura, apresentado pelo Atacadão com patrocínio da Dass, apoio da Aniger e agradecimento a Enel. Tem ainda o patrocínio da Lei Federal n° 14.017 de 29 de junho de 2020 – Lei Aldir Blanc através do Edital de Seleção Pública para Patrocínio a Festival Lei Aldir Blanc Ceará. Apoio institucional do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria da Cultura, do Porto Dragão e Instituto Dragão do Mar, com uma realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. A produção é da Iluminura Produtora Cultural.

SERVIÇO

7º Festival Internacional de Circo do Ceará – Programa Luz no Picadeiro: [ONLINE]: de 20 a 31 de janeiro de 2021, pelo canal do festival no Youtube e pelo Instagram. [PRESENCIAL]: Circuito Leste, em Fortaleza, Aquiraz e Canoa Quebrada, com datas a confirmar. Informações no site (https://www.festivaldecircoceara.com/) e redes sociais do evento. Instagram @festivalcircoceara e Facebook @festivaldecircodoceara. Contatos: (85)3459-0096 e festivaldecircoceara@gmail.com.

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCXXwOW3wEk8X3ytyYAi_F0A

Foto: divulgação

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.