Dinamarca ganha primeiro museu da felicidade do mundo

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Quando o assunto é bem-estar, felicidade e qualidade de vida, a Dinamarca está no topo.  O país se preocupa tanto com a felicidade, que até existe um instituto de pesquisa por lá –o Institut for Lykkeforskning, em dinamarquês.

Recentemente o país nórdico inaugurou o primeiro museu do mundo dedicado ao tema. A proposta do Museu da Felicidade (The Happiness Museum) é debater o que é felicidade, e aproximar o público das discussões mais “científicas” a respeito do tema, de maneira interativa.

No espaço de 240 metros quadrados, que fica no subsolo de um prédio no centro histórico da capital Copenhague, os visitantes são convidados a participar de experimentos –alguns deles envolvendo chocolate– para entender o que faz as pessoas felizes.

Um dos experimentos é inspirado no filme “Matrix”. Nele, o visitante é desafiado a escolher entre viver na ilusão de uma vida perfeita e viver no mundo real.

Os visitantes também podem conhecer a história da felicidade, a política da felicidade, a anatomia dos sorrisos e por que os países nórdicos são considerados “superpoderes da felicidade”.

O museu expõe ainda vídeos de anúncios das décadas de 1950 e 1960, onde as empresas tentaram definir o conceito de felicidade.

Com informações Catraca Livre – Foto: divulgação / Institut for Lykkeforskning

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.