Em testes, remédio traz resultados promissores em tratamento contra COVID-19

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Um novo medicamento antiviral vem sendo testado para o possível tratamento da COVID-19, e pesquisas iniciais apresentaram resultados promissores. O remédio em questão é o EIDD-2801, conhecido também como Molnupiravir, e os testes iniciais mostraram que a droga tem baixa toxicidade e é segura, o que pode permitir o seu uso profilático, ou seja, como um tratamento preventivo.

Na pesquisa, o medicamento usado antes de o paciente estar exposto ao SARS-CoV-2 inibiu a replicação do vírus no organismo durante a infecção. Os testes, no entanto, foram feitos apenas em camundongos, através de uma técnica que faz o transplante de células de um pulmão humano para o animal, fazendo assim o estudo.

Outro estudo, este em fase mais avançada e nas mãos das empresas MSD e Ridgeback Bio, vem investigando o uso da droga em pessoas que já estão com a COVID-19. Ainda no primeiro trimestre deste ano, devem ser divulgados os estudos clínicos das fases 2 e 3 em seres humanos. O Molnupiravir atua no organismo diretamente no RNA do SARS-CoV-2, evitando que ele acabe se replicando nas células e agravando a reação.

O medicamento não está disponível para venda, uma vez que ainda vem sendo desenvolvido pelos cientistas unicamente para o possível tratamento da doença provocada pelo coronavírus. Caso o remédio, de fato, se mostre eficaz no tratamento da doença após os testes em humanos, a MSD e a Ridgeback podem solicitar a aprovação da droga para uso emergencial.

Fonte: Estadão/Canaltech por Nathan Vieira – Foto: Reprodução/HeungSoon/Pixabay

 

+1
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.