Grupo cearense Marimbanda inicia 2021 com lançamento de show inédito “Caminhar em Casa”

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O Grupo instrumental Marimbanda já conquistou repercussão nacional e realizou elogiadas turnês no exterior durante seus 20 anos de atividades. Em 2021 inicia circulação virtual com o álbum “Caminhar”. “Caminhar em Casa” é um show virtual, conta com oito composições  e estreia no canal de YouTube do grupo no dia 22 de janeiro (sexta-feira), às 19h. Neste show, fomentado com recursos da Lei 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc – por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), o grupo convida o público para uma caminhada pelo Brasil musical com seu jazz autoral.

O quarteto instrumental é formado por Luizinho Duarte, composições e bateria, Heriberto Porto, flautas, Thiago Almeida, teclado e escaleta, e Pedro Façanha, baixo acústico. O espetáculo foi gravado em estúdio com medidas de biossegurança. “Montamos um estúdio na casa do Thiago, nós mesmos mixamos e fizemos a edição de imagens, como forma de proteção e cuidados com o coronavírus como também uma forma de dedicar todo o carinho com o material produzido que será entregue ao público.”, afirma Heriberto Porto. O show possui duração de 50 minutos e contou com a produção de Thiago Almeida, Douglas Salvador e Rosina Popp; filmagens de Alan Diniz; e mixagem do som e edição de imagens de Thiago Almeida.

O álbum “Caminhar” teve seu lançamento em fevereiro de 2020 no Theatro José de Alencar. Impedida de circular com o espetáculo homônimo devido a pandemia do novo coronavírus, a Marimbanda inicia 2021 com o lançamento de um show virtual. No entanto, das 14 canções do álbum, apenas uma está na set list do “Caminhar em Casa”, é justamente a canção que deu nome ao álbum e hoje ao show: “Caminhar”, de Luizinho Duarte – compositor prolífico de melodias fortes e ritmos coloridos. As demais canções são, em sua maioria, de autoria de Luizinho Duarte e Thiago Almeida.

“Inicialmente, tínhamos pensado em apresentar o repertório inteiro do CD Caminhar. Mas decidimos inserir novas composições e produções desse período de isolamento. Como “Brincando na Chuva” e “Lua Luar”, que é uma música cantada por Luizinho Duarte, além de releituras que marcaram a banda”, afirma Heriberto que também ressalta uma novidade no grupo: “Nesse show iremos mostrar nosso grupo como é hoje. Temos a participação do contrabaixista Pedro Façanha com seu contrabaixo acústico, o que é uma novidade na Marimbanda. Tínhamos a necessidade de usar esse instrumento, pela sonoridade e pelas possibilidades. É uma sonoridade bem diferente do baixo elétrico”. Heriberto também salienta a importância do edital Aldir Blanc para o apoio a grupos artísticos, principalmente no atual contexto, permitindo assim o registro e a mostra das produções artísticas.

Repertório

“Caminhar em Casa” tem início com a música “Abracadabra 2”, composta por Thiago Almeida e Luizinho Duarte. Ela integra o repertório da banda e foi desenvolvida para um show homônimo no ano de 2018. A novidade para este evento virtual é a sonoridade do contrabaixo acústico, com arco no início e luminoso samba em três tempos na segunda parte.

“Merci Luiz” é a segunda faixa do espetáculo, composta pelo pianista belga Charles Loos em agradecimento à música e a culinária do baterista e compositor da Marimbanda, Luizinho Duarte.

“Pétalas de Oxum” foi composta por Thiago Almeida durante o período de isolamento social. A inspiração da terceira música do show faz parte de uma vivência do próprio instrumentista, a canção por sua vez surgiu para eternizar o sentimento desta experiência e é dedicada à Clarissa, companheira de Thiago, e a Oxum.

“Lua Luar” é a única música cantada do show. “Durante a quarentena, recebi muitas músicas do Luizinho com ele cantando. O contato da música do Luizinho com ele no canto é muito diferente, é melódico. Esse lirismo à flor da pele passou a ser o momento da Marimbanda na quarentena.”, conta Thiago sobre a escolha da música para o repertório.

“Brincando na Chuva” é composição de Luizinho com arranjos de Thiago. “Lembro muito dos banhos de chuva – nas bicas e nas brincadeiras. É uma alegria a chuva no Ceará. Todos gostam da chuva, menos os bodes”, comenta Luizinho sobre a inspiração para a quinta canção interpretada.

Para a “Marimbanda”, tudo se torna pretexto para fazer música. “Fortaleza/Natal” surgiu no início de uma turnê. Foi composta por Luizinho e Thiago em uma calçada, na espera da van que seria o transporte do grupo até a capital potiguar. Dessa turnê também surgiram as músicas Natal/João Pessoa e João Pessoa/Pombal.

“Num Domingo de Valsa”, também de autoria do baterista, será revisitada no espetáculo. De acordo com Heriberto Porto, ela fez parte do nascimento da Marimbanda, em 1999. “Luizinho compôs essa valsa num domingo, como diz o nome, em Parangaba e ela está no elogiado primeiro CD do grupo (2000). Foi emocionante revisitar essa joia musical”, complementa.

A canção “Caminhar” que encerra o show é também de autoria de Luizinho Duarte que a considera espiritual. As notas apareceram durante uma caminhada e ele as reuniu – compondo. “’Caminhar’ já é um clássico, um standard, como se diz na língua dos músicos. Um samba, simples e lírico como só os mestres conseguem fazer. Foi composto na primeira fase do grupo, é a faixa de abertura do CD que recebeu o nome “Caminhar”, como sinal de uma caminhada serena e saudável, de uma trilha musical como só a Marimbanda é capaz de nos fazer percorrer”, complementa Heriberto.

Marimbanda

Marimbanda é o mais aclamado grupo de música instrumental em atividade no Ceará. Em 20 anos de atuação conquistou repercussão nacional (4° Prêmio Visa – MPB Instrumental – SP; Circuito SESC Instrumental Paulista; Sala FUNARTE Sidney Miller – RJ; Circuito Cultural Banco do Brasil; Espaço Cultural do BNDES; entre outros) e realizou elogiadas turnês pelo exterior. Atuou em importantes festivais como o Festival Choro e Jazz, o Festival Jazz e Blues em Guaramiranga (CE) e Festival Música na Ibiapaba em Viçosa (CE).

Realizou em 2017 uma turnê com oficinas e shows, patrocinada pelo Banco do Nordeste no Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. Realizou o Show “Universo Brasil” com Carlos Malta, que estreou em dezembro de 2018 no Espaço Cultural do BNDES (Rio de Janeiro); e o projeto “Epifania Kariri”, com a Marimbanda, Carlos Malta e os Irmãos Aniceto – que foi selecionado pelo Rumos 2017/2018 entre mais de 15.000 propostas inscritas. O DVD do espetáculo “Epifania Kariri” foi lançado em agosto de 2019 no Auditório Ibirapuera (São Paulo). Em outubro de 2019 montaram e lançaram o projeto “A Dança do Marimbondo” junto com os Irmãos Aniceto na Caixa Cultural de Fortaleza.

Álbum Caminhar

Após hiato de 14 anos, em fevereiro de 2020, a Marimbanda lançou o álbum “Caminhar”, com 14 faixas inéditas, 13 do mestre da bateria Luizinho Duarte e uma do pianista Thiago Almeida, “Duarteana”, que homenageia o colega e principal compositor do grupo. O disco (disponível em todas as plataformas de streaming) contou com patrocínio da Prefeitura de Fortaleza e participação especial dos músicos: Carlos Malta, Ricardo Herz e Alisson Pereira. No repertório, baiões, frevos, choros, baladas e sambas, sonoridades da identidade da música brasileira.

Serviço

Show inédito “Caminhar em Casa” do quarteto instrumental Marimbanda

22 de janeiro de 2021 às 19h

Acesso gratuito através do canal de YouTube do grupo (http://bit.ly/YoutubeMarimbanda)

Foto: divulgação

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.