Museu do Futebol faz exposição para homenagear os 80 anos de Pelé

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Para marcar os 80 anos do Rei do Futebol, a ser comemorado no próximo dia 23 de outubro, o Museu do Futebol vai reabrir suas portas nesta quinta-feira (15) para a exposição Pelé 80 – o Rei do Futebol.

A exposição será realizada na sede do museu, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. A venda de ingressos será feita exclusivamente pela internet, pelo site da mostra, que tem a curadoria do cenógrafo Gringo Cardia.

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, é considerado um dos maiores jogadores de futebol da história, tendo sido eleito melhor atleta do século por diversas revistas e instituições especializadas. Seu último jogo oficial foi em 1977, com a camisa do Cosmos. Como jogador, Pelé eternizou a camisa 10 da seleção brasileira, conquistando três Copas do Mundo. Pelé também foi campeão mundial pelo Santos e autor de 1.282 gols em sua carreira.

A exposição

A exposição do Museu do Futebol é lúdica e tem início com a instalação de uma enorme escultura de Pelé logo na entrada do museu. A escultura antecede a apresentação de uma animação feita especialmente para a mostra, com 444 imagens históricas que cobrem desde os primeiros anos de Pelé na cidade de Três Corações (MG), passando pela conquista da Copa de 1958; pelos 18 anos em que defendeu a camisa do Santos; e, por seu último jogo, defendendo o Cosmos, em Nova York.

Também foram feitas várias instalações, pensadas para conquistar o público mais jovem. Em uma delas, chamada de Pelé Menino, um ator interpreta o Rei do Futebol falando com outras crianças sobre a sua infância. Na instalação Kevinho e o Rei, há uma performance do MC Kevinho, contando a história de Pelé em ritmo funk. Há também uma instalação onde os visitantes participam de um quiz, um jogo virtual que desafia o público a responder perguntas sobre a carreira do Rei. Mais brincadeiras ocorrem no Jogo Adivinhação e no Jogo das Palavras, que também apresentam fatos e histórias sobre Pelé a partir de imagens e perguntas.

Os conteúdos interativos da exposição vão poder ser acionados pelos celulares do público para evitar contato com os botões e telas, já que ainda estamos em plena pandemia do novo coronavírus. Aqueles que não tiverem celular vão contar com ajuda dos orientadores e educadores do museu.

Já na instalação Grandes Jogadas, o público vai escolher entre os 10 gols mais famosos de Pelé para assisti-lo na forma de partidas de futebol de botão. A instalação seguinte, chamada O Brasil Ama o Rei Pelé, conta com depoimentos de 35 celebridades que são fãs do jogador tais como o desenhista Maurício de Souza, o músico Chico Buarque, o técnico Tite, a jogadora Marta e o ex-jogador Dadá Maravilha.

Para encerrar a exposição, a instalação As Quatro Seleções de Pelé homenageia os times nacionais em que ele fez história. E no túnel que dá acesso ao gramado do estádio, uma instalação sonora vai contar a história da relação entre Pelé e o Pacaembu – ambos nascidos em 1940 e completando 80 anos em 2020.

O Museu do Futebol informa o público que está preparado para funcionar com segurança durante a pandemia do novo coronavírus, com capacidade reduzida e acesso feito exclusivamente por ingresso adquirido com antecedência e hora marcada. O uso de máscara será obrigatório no museu e há totens de álcool gel disponíveis durante o percurso.

Com informações Agência Brasil por Elaine Patricia Cruz – Edição: Maria Claudia – Foto: Ciete Silvério / Museu do Futebol

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.