Prefeitura de Fortaleza entrega 56 novos leitos no Hospital de Campanha do Estádio Presidente Vargas

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

A Prefeitura de Fortaleza entrega, neste domingo (24/05), 56 novos leitos do Hospital de Campanha Presidente Vargas. Com a expansão, o equipamento de saúde, localizado no bairro Benfica, passa a contar com 280 leitos de atendimento exclusivo a pacientes com Covid-19. Do total, 17 são destinados a atendimentos graves.

“Esses leitos vêm somar ao atendimento do Hospital de Campanha Presidente Vargas, espaço que tem se mostrado fundamental para o enfrentamento adequado à Covid-19 em Fortaleza”, declarou Joana Maciel, secretária da Saúde.

Até esta quinta-feira (21/05), com um mês de funcionamento, o Hospital Emergencial do PV registrou atendimento de 711 pacientes, dos quais 438 já receberam alta.

Além da entrega neste domingo, ainda estão previstos novos leitos no Hospital Emergencial. “Temos um outro bloco de expansão que planejamos abrir em torno da primeira quinzena de junho. Com isso, chegaremos a mais de 330 leitos nesse hospital para assistir e acolher os pacientes que mais precisam”, declarou o prefeito Roberto Cláudio.

Saiba mais sobre o Hospital Emergencial do PV

Inicialmente construído para atender 204 pacientes com Covid-19, o equipamento passou por expansões até chegar aos 280 leitos.

Construído em material metálico e área de mais de 3.500m², o Hospital Emergencial do PV tem base em concreto, toda estrutura de saneamento, água e elétrica e conta ainda com bloco de apoio onde funcionam administração, laboratório, farmácia e almoxarifado. Há, ainda, refeitório e cozinha industrial para atender profissionais e pacientes.

A antiga área dos vestiários do estádio se tornou local de vestimenta e desinfecção dos profissionais da saúde e, como base de estoque para os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) dos médicos, o centro conta com um contêiner.

Ao todo, são mais de 500 profissionais da saúde envolvidos nos processos de prestação de serviço no equipamento.

Foto: divulgação

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.