[PÚBLICO A ECONOMIA] Criptomoedas: Entenda o mercado de investimento de Bitcoin e saiba quem pode e como investir

Compartilhe Essa notícia

O crescimento das criptomoedas é maior do que nunca.

As criptomoedas, é o termo utilizado para definir, de maneira genérica, os tipos de moedas digitais descentralizadas existentes no mercado. Essa nova forma de se ver dinheiro vem ganhando espaço em transações financeiras de forma expansiva. Com risco baixo de quedas expressivas quanto a liquidez.

Porém, dúvidas surgem pelo não entendimento do que propriamente é uma criptomoeda e como elas funcionam, e o por elas não serem regulamentadas pelo Banco Central do Brasil, já que não as emite. As criptomoedas são consideradas descentralizadas porque não dependem de um órgão fiscalizador ou governo para serem criadas e controladas, mas sim da rede global descentralizada e segura chamada de Blockchain. Todo o processo de emissão, intermediação, transferências e afins é realizado por seus próprios proprietários.

Existem diversos tipos de criptomoedas, sendo o Bitcoin, a primeira e mais famosa, chegando à cotação atual de R$ 167 mil reais. Porém, a cotação flutua diariamente, sendo necessário uma vigilância maior quanto ao investimento, do que em outros mais tradicionais.

Ainda assim, novos adeptos a investirem em Bitcoin surgem diariamente, e os questionamentos básicos: quem pode investir, como investir e quanto se deve dar em uma primeira rodada de investimento?

Segundo o contabilista Marcos Sá, “O perfil do investidor em criptomoedas tem sido mais amplo do que anos atrás, onde ficava restrito a um público que preferia não expor dados em transações financeiras. Mas basicamente, qualquer pessoa ou empresa pode investir em criptomoedas, comprando frações de um Bitcoin, com a ‘exchange’, as chamadas corretoras financeiras de Bitcoins, com um valor mínimo de R$ 50,00 reais. O verdadeiro atrativo nesse investimento, se deve ao fato de não ter correlação com outros mercados que podem vir a ter uma queda vertiginosa.” finaliza Sá.

Foto: divulgação

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.