Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura do Estado e do Cineteatro São Luiz, e Cine Ceará homenageiam Karim Aïnouz e celebram o Cinema Brasileiro, em solenidade de abertura do 29º Cine Ceará

Compartilhe Essa notícia

Com alegria, o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do Cineteatro São Luiz, e o Cine Ceará homenageiam Karim Aïnouz e celebram o Cinema Brasileiro, em solenidade de abertura do 29º Cine – Festival Ibero-americano de Cinema. Será entregue ao cineasta uma comenda em reconhecimento a sua vida e obra. Depois de estrear no Festival de Cannes onde foi premiado como melhor filme na mostra Un Certain Regard, a ficção “A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz, será o filme de abertura no dia 30, fazendo sua estreia nacional. O diretor cearense será homenageado antes da exibição e receberá Comenda do Governo e o troféu Eusélio Oliveira. Além de Aïnouz, estarão presentes as atrizes Fernanda Montenegro, Julia Stockler e Carol Duarte.

No sábado, o longa “Maria do Caritó”, de João Paulo Jabur, terá sua première mundial, com a presença do diretor, do autor Newton Moreno, responsável pela peça homônima de sucesso, da produtora executiva Elisa Tolomelli e da atriz Lilia Cabral, que será a segunda homenageada do Cine Ceará, recebendo também o troféu. Na mesma noite, o primeiro dos sete longas que concorre ao troféu Mucuripe será exibido, “Canção Sem Nome” (Peru), de Melina León, que estreou no Festival de Cannes. A atriz Pamela Mendoza Arpi e a diretora estarão presentes.

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema chega a sua 29ª edição. A programação, que acontece entre 30 de agosto e 6 de setembro, em Fortaleza, no Ceará, contará com mais de 40 filmes entre curtas e longas, exibidos nas salas de cinema. Este ano o festival bateu recorde de inscritos recebendo mais de 1.271 filmes de 12 países (México, Argentina, El Salvador, Venezuela, Chile, Peru, Espanha, Portugal, Cuba, Colômbia, Bolívia e Brasil). Para a abertura, serão distribuídos 200 ingressos individuais na véspera (dia 29), a partir das 10h30, na bilheteria do Cineteatro São Luiz. Para os outros dias, inclusive o encerramento, os ingressos estarão disponíveis na bilheteria, gratuitamente, duas horas antes do início de cada sessão.

No domingo, dia 1º de setembro, o documentário “Ressaca” (Brasil), de Patrizia Landi e Vincent Rimbaux, exibido no FIPADOC 2019, em Biarritz, e no FIGRA 2019, em Saint-Omer, ambos na França, dá continuidade à Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem. Os diretores estarão presentes na sessão. Em seguida, o cineasta cearense Rosemberg Cariry leva mais um longa ao Cine Ceará, “Notícias do Fim do Mundo” fazendo sua estreia mundial. Na segunda-feira, será a vez da première mundial do documentário de Betse de Paula “Vozes da Floresta”, com a presença da diretora. O público vai conferir também a coprodução México/Grécia/República Dominicana lançada mundialmente no Festival de Roterdã “Luciérnagas”, de Bani Khoshnoudi, que estará presente na sessão.

No dia seguinte, terá início a Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem com o filme “As Constituintes de 88”, do carioca Gregory Baltz, “Livro e meio”, de Giu Nishiyama e Pedro Nishi, e “Primeiro Ato”, de Matheus Parizi, ambos de São Paulo”, e o cearense “Além da Jornada”, de Victor Furtado e Gabriel Silveira. Em seguida, o longa cubano “A Viagem Extraordinária de Celeste Garcia”, de Arturo Infante, que teve estreia no Festival de Toronto, participa da competitiva de longas fechando a noite no Cineteatro São Luiz. A atriz María Isabel Díaz e o diretor estarão presentes na sessão.

A segunda noite da mostra de curtas vai levar às telas três cearenses: “Oração ao Cadáver Desconhecido”, de Sávio Fernandes, “Marco”, de Sara Benevenuto, e “O Tempo do Olhar e o Olhar no Tempo”, de Samuel Brasileiro, além de “Marie”, do pernambucano Leo Tabosa, que venceu o festival em 2018 com o curta “Nova Iorque”. Depois da exibição dos curtas-metragens, o festival terá sua terceira exibição hors-concours com o documentário “Soldados da Borracha”, de Wolney Oliveira, premiado melhor longa-metragem nacional pelo júri da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta Metragistas de São Paulo (ABD-SP), no festival É Tudo Verdade.

Já na quinta-feira, dia 5 de setembro, serão exibidos o curta de São Paulo “Rua Augusta, 1029”, de Mirrah Iañez, o carioca “O Grande Amor de Um Lobo”, de Adrianderson Barbosa e Kennel Rógis, o cearense “Pop Ritual”, de Mozart Freire, e o alagoano “Ilhas de Calor”, de Ulisses Arthur. Em seguida, “Greta”, longa de Armando Praça que estreou no Festival de Berlim e é protagonizado por Marco Nanini, terá sua primeira exibição no Brasil, com a presença do diretor, e do elenco: Nanini, Démick Lopes, Greta Sttar e Denise Weinberg. Sexta-feira, dia 6, será realizada a premiação e cerimônia de encerramento do festival. O ator Matheus Nachtergaele será o terceiro homenageado do festival. O longa “Pacarrete”, de Allan Deberton, será a quarta exibição especial na programação, fechando o 29º Cine Ceará. O filme, inspirado em uma história real e protagonizado por Marcélia Cartaxo, que estará presente, estreou mundialmente no

Festival Internacional de Cinema de Xangai

Durante a programação o público também poderá conferir a Mostra Olhar do Ceará, que apresentará 20 filmes cearenses, sendo 3 longas e 17 curtas, e a exibição do curta dos alunos do Projeto Compartilha Animação, da Enel. Também marcam presença no festival as mostras sociais Melhor Idade, Acessibilidade e O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece, além de Exibições Especiais, Intervenções artísticas e Música na Praça.

Durante o festival serão lançados os livros “A História do Cinema Para Quem Tem Pressa”, de Celso Sabadin, dia 31 de agosto, e “Fissuras e Fronteiras – O coletivo Alumbramento e o cinema contemporâneo brasileiro”, de Marcelo Ikeda, dia 6 de setembro, ambos no Hotel Oásis Atlântico, ao meio-dia. No Instituto do Ceará, nos dias 4 e 5 de setembro, o festival realiza o curso “Histórias de Cinema no Acervo do Arquivo Eusélio Oiveira – UFC”, ministrado pela professora Ana Carla Sabino.

Os vencedores das duas mostras competitivas do 29º Cine Ceará serão agraciados com o troféu Mucuripe. Os longas serão premiados nas categorias Melhor Filme, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. Concorrem ao troféu Mucuripe na competitiva de curtas os eleitos pelo júri nas categorias de Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense.

29º Cine Ceará

O 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, acontece de 30 de agosto a 6 de setembro em Fortaleza. É uma realização da Secretaria Especial da Cultura – Governo Federal, Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC), Secretaria Estadual da Cultura, e da Prefeitura de Fortaleza através da Secultfor. Conta com apoio do Cineteatro São Luiz, patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através da SP Combustíveis, M. Dias Branco, Cagece, Banco do Nordeste, Café Santa Clara, Nacional Gás, Cegás, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e Agência Nacional de Cinema (ANCINE). A promoção é da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Agradecimentos: Enel.

SERVIÇO:

29° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – De 30 de agosto a 6 de setembro de 2019 em Fortaleza. Cineteatro São Luiz (Praça do Ferreira, s/n – Centro) e Cinema do Dragão (R. Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema).
Mais informações: www.cineceara.com. Email: [email protected]. Tels: (85)3055-3465 e 99134-1101. Instagram: @cineceara. Facebook: FestivalCineCeara.

Acesso gratuito mediante ingressos com distribuição no local.

Abertura dia 30/08: Distribuição de 200 ingressos individuais no dia 29 de agosto, a partir das 10h30, na bilheteria do Cinetratro São Luiz.
Para a programação de 31/08 a 06/09 (encerramento) no Cineteatro São Luiz: Distribuição de ingressos na bilheteria duas horas antes do início de cada sessão. Gratuito.

Mostras no Cinema do Dragão: a partir das 14h, na bilheteria. Gratuito.
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.