Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Prêmio Chico Albuquerque de Fotografia divulga resultado final e celebra a qualidade dos projetos selecionados

Compartilhe Essa notícia

Com alegria e celebrando a qualidade dos projetos selecionados, a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) divulga o resultado final do Prêmio Chico Albuquerque de Fotografia. Repaginado, com novas categorias, novo valor e agora com abrangência nacional, o prêmio reconhece cinco projetos nas categorias: Narrativas Brasileiras, Categoria Descobertas e Outras Visões. Uma premiação no valor total de R$ 280.000,00 e com mais de 170 propostas inscritas com a participação de 20 estados. Em breve, a Secult divulgará a data e local da solenidade de entrega dos prêmios.

O prêmio reconhece e fomenta a fotografia brasileira, por meio da seleção de 5 autores dentre os trabalhos inscritos. Cada autor pode se inscrever apenas uma proposta de um trabalho autoral em uma das três categorias de premiação. O Edital é uma ação da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), que tem o objetivo de ampliar a reflexão e a experiência artística, a formação de público e o acesso a bens e serviços culturais, por meio da fotografia.

“Avaliamos o prêmio e tomamos um caminho de que ele pudesse ganhar uma abrangência nacional. A própria figura do Chico Albuquerque é uma referência nacional, merece esse destaque. Além disso, o Ceará já tem uma vocação e um percurso reconhecido na fotografia. De como a fotografia cearense dialoga com a fotografia nacional para que possamos ter aí um movimento de dentro para fora, de fora para dentro, de chamar atenção do país para o Ceará e vice-versa”, afirma Fabiano Piúba, secretário da Cultura do Ceará.

Resultados  

Na Categoria Narrativas Brasileiras, foram analisadas 29 propostas habilitadas na etapa anterior, das quais 05 são do Ceará e 24 são de outros estados. Desse total, foram finalistas, por ordem de pontuação de acordo com o Edital, 05 propostas. Sendo os finalistas por ordem de classificação: Luiz Otávio Salameh Braga, Pedro David de Oliveira Castello Branco, Luiz Carlos Rosa Felizardo, Orlando Manuel Monteiro de Azevedo e Edson Viggiani Jr.
Vencedor: Luiz Otávio Salameh Braga

Na Categoria Descobertas, foram analisadas 79 propostas habilitadas na etapa anterior, das quais 18 são do Ceará e 61 são de outros estados. Desse total, foram finalistas, por ordem de pontuação de acordo com o Edital, 05 propostas. Sendo os finalistas por ordem de classificação: André de Sampaio Penteado, Mauricio Soares Gomes de Oliveira, Eduardo Rangel Monteiro,  Ricardo Teles de Freitas e Felipe Fittipaldi Freire de Carvalho.
Vencedores: André de Sampaio Penteado e Mauricio Soares Gomes de Oliveira (Mauricio Pokemon)

Na Categoria Outras Visões, foram analisadas 44 propostas habilitadas na etapa anterior, das quais 10 são do Ceará e 34 são de outros estados. Desse total, foram finalistas, por ordem de pontuação de acordo com o Edital, 05 propostas.. Sendo os finalistas por ordem de classificação: Claudia Barbosa Vieira Tavares, Letícia Lampert, João Teixeira Castilho, Luiz Claudio Martins Baltar e Haroldo Bezerra Saboia Filho. Vencedoras: Claudia Barbosa Vieira Tavares e  Letícia Lampert

Categorias e valores:

CATEGORIA

QUANT

VALOR INDIVIDUAL

VALOR TOTAL

I – NARRATIVAS BRASILEIRAS

01

R$ 80.000,00

R$ 80.000,00

II – DESCOBERTAS

02

R$ 50.000,00

R$ 100.000,00

III – NOVAS VISÕES

02

R$ 50.000,00

R$ 100.000,00

TOTAL

05

      R$ 280.000,00

Comissão de Avaliação:

A Comissão de Avaliação e seleção foi composta pelos seguinte membros distribuídos em 03 subcomissões pelas categorias do edital, a saber:
A) Categoria Narrativas Brasileiras: Silas José de Paula (Museu da Imagem e do Som), João Kulcsár (sociedade civil) e Olga da Costa Lima Wanderley (sociedade civil).

B) Categoria Descobertas: Iana Soares Castelo Meireles (Porto Iracema das Artes), Elaine Mathias da Silva (sociedade civil) e Mônica Teresa Costa Maia (sociedade civil).

C) Categoria Outras Visões: Carolina Vieira do Nascimento (Porto Iracema das Artes), Kelly Cristina de Souza dos Santos (sociedade civil) e Paulo Marcos de Mendonça Lima (sociedade civil).

Mais informações:

O Prêmio é uma homenagem ao fotógrafo brasileiro Chico Albuquerque (1917-2000) que nasceu no Ceará e tornou-se pioneiro na fotografia publicitária no País e um dos artistas mais inovadores de sua geração. Ao longo de uma trajetória de 68 anos dedicados à fotografia, consagrou-se como retratista de personalidades que marcaram a história brasileira. Dentre seus principais trabalhos, destaca-se o ensaio “Mucuripe” (1952) que retrata o cotidiano de jangadeiros do litoral cearense, revelando a profunda relação desses homens com o mar.

O Prêmio Chico Albuquerque, com novas categorias e abrangência, visa estimular processos criativos para a experimentação e a inovação no campo da fotografia e sua transversalidade com outras linguagens artísticas e áreas do conhecimento e posicionar o Ceará como estado de referência no âmbito das políticas públicas para o desenvolvimento da fotografia brasileira.
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.