[PÚBLICO A DESTAQUE] Governo do Ceará vai adquirir 28 mil notebooks para professores da rede estadual

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Foi aprovado na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (10), o projeto de lei do Governo do Ceará que autoriza o poder Executivo a adquirir e a ceder notebooks aos professores da rede estadual de ensino a fim de assegurar condições para a criação de conteúdos e a prática de atividades necessárias à aprendizagem remota. A Secretaria da Educação (Seduc) vai comprar 28 mil notebooks, os quais serão destinados a professores efetivos e temporários.

“É de fundamental importância garantir aos professores, em especial considerando os desafios para a educação decorrentes da Covid-19, condições para que possam ministrar aulas, criar conteúdos e executar as demais atividades escolares de forma remota/híbrida, garantindo-se o direito constitucional à educação de qualidade”, destaca o governador Camilo Santana no texto enviado à Assembleia. Ainda segundo o chefe do Executivo estadual, os notebooks serão um suporte essencial mesmo após a pandemia, haja vista que as novas tecnologias passaram a compor o cenário educacional no que diz respeito ao papel do professor, do aluno e da gestão escolar.

De acordo com a secretária da Educação, Eliana Estrela, a medida vai possibilitar melhores condições de trabalho aos docentes, influenciando na preparação das aulas e de outras atividades pedagógicas. “A disponibilização de notebooks para os professores é mais um importante investimento do Governo do Ceará no processo de ensino e aprendizagem das escolas da rede estadual”, afirma a secretária.

Ceará Educa Mais

Também nesta quinta-feira começou a tramitar na Assembleia Legislativa o projeto de lei que dispõe sobre o Programa Ceará Educa Mais. A iniciativa reúne ações destinadas à estruturação, ao desenvolvimento e à implementação de estratégias de gestão com o objetivo de aprimorar e fortalecer o processo de aprendizagem na rede pública estadual de ensino.

Entre as ações previstas pelo Ceará Educa Mais estão o Ensino Médio Integral integrado à Educação Profissional e a Política de Ensino Médio em Tempo Integral. Ao lado dessas, têm-se também ações que buscam assegurar aos estudantes o desenvolvimento de competências e habilidades para aprender no contexto da cultura digital, a partir da integração das novas tecnologias.

Fonte: Julianna Sampaio – Ascom Seduc – Texto / Tatiana Fortes e Thiara Montefusco – Ascom Casa Civil – Foto

0
Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.