[PÚBLICO A GOURMET] Cinco chefes de cozinha brasileiros estão entre os 100 melhores do mundo

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Cinco chefes de cozinha brasileiros figuram entre os 100 melhores do mundo. Foi o que trouxe a edição de 2021 do prêmio internacional “The Best Chef Awards”, organizado pela plataforma gastronômica The Best Chef e divulgado no último dia 15 de setembro, em Amsterdam, na Holanda. Com a eleição, os gastrônomos Alex Atala, Manu Buffara, Helena Rizzo, Jefferson Rueda e Rafa Costa e Silva entraram nesta seleta lista.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a eleição destes chefes só confirma o potencial gastronômico do Brasil e como isso pode contribuir na retomada das atividades econômicas no setor. “Nossa gastronomia é bem reconhecida pelos turistas estrangeiros. Oito em cada 10 aprovaram a culinária brasileira em 2019. E isso é motivo de alegria, pois além de todas as belezas naturais e culturais do Brasil, ainda temos como mola propulsora da nossa retomada este potencial gastronômico espalhado por todas as regiões brasileira”. Destacou.

Mais bem colocado entre os brasileiros, o Chef Alex Atala iniciou o seu contato com a culinária ainda aos 19 anos, na França. No Brasil, utilizou os ingredientes e a cultura alimentar nacional para encantar quem prova seus pratos. Além de ser reconhecido nacionalmente, Atala participa de diversos eventos internacionais e ministra aulas em diversos países como Itália, Bélgica, França e Espanha.

Outra que ficou bem colocada no ranking foi a chef paranaense Manu Buffara. A profissional ainda levou o título de “Melhor Chef Fol-LOVERS Award”, que valoriza a opinião do público do site “The Best Chef” nas redes sociais. Buffara coleciona diversos prêmios nacionais e já trabalhou nos Estados Unidos, Itália e Dinamarca.

A lista ainda traz a gaúcha Helena Rizzo, jurada de um dos principais programas de gastronomia do país; o paulista Jefferson Rueda, que tem trabalhado na transformação de hábitos e costumes da alimentação popular no Brasil; e o carioca Rafa Costa e Silva, considerado um dos maiores chefes de sua geração e sendo reconhecido pela utilização de ingredientes orgânicos e frescos.

O PRÊMIO – Criado em 2017, o “The Best Chef Awards” é um prêmio que busca destacar chefes de todo o mundo a partir da abordagem para a comida e o que a faz se destacar entre as demais. Os selecionados são escolhidos a partir de uma lista com 200 indicados, sendo 100 “caras novas”, indicados através de um grupo de 100 profissionais anônimos que através de suas viagens vasculham o mundo e descobrem talentos. Os profissionais incluem jornalistas de comida, críticos, blogueiros, fotógrafos e outras pessoas notáveis com amplo conhecimento. Todos eles são especialistas dentro da indústria e suas escolhas para cada um dos novos nomes vem com uma explicação sobre porque eles os recomendam.

TURISMO GASTRONÔMICO – Dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) apontam que a gastronomia é o terceiro maior impulsionador de viagens no mundo. No Brasil, a gastronomia movimenta cerca de R$ 250 bilhões por ano, segundo cálculos da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e é um dos itens mais bem avaliados por estrangeiros em visita ao Brasil. Oito em cada 10 turistas internacionais aprovaram a gastronomia brasileira em 2019, segundo estudo realizado pelo Ministério do Turismo com visitantes internacionais (Demanda Turística Internacional).

Fonte: MTur por Victor Maciel – Foto: divulgação

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.