[PÚBLICO A SAÚDE] Inventora cria anticoncepcional masculino e ganha prêmio

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Uma inventora na Alemanha levou para casa o Prêmio Dyson por seu trabalho pioneiro na criação de anticoncepcionais masculinos, que agora irá para o palco internacional do processo de premiação.

A cientista alemã Rebecca Weiss inventou o COSO, uma forma de contracepção masculina “baseada em ultrassom, reversível e livre de hormônios”.

“Cerca de um ano atrás, fui diagnosticado com câncer de colo do útero devido à contracepção com a pílula”, disse Weiss a Dyson. “Depois disso, a contracepção hormonal não era mais uma opção. Quando meu parceiro e eu estávamos procurando um método alternativo, ficamos sabendo da falta de anticoncepcionais masculinos. ”

“Portanto, decidi lidar com o desenvolvimento de uma nova abordagem anticoncepcional para homens em minha tese de mestrado em Desenho Industrial na Universidade Técnica de Munique”, acrescentou Weiss.

O COSO é um dispositivo feito pessoalmente entre a pessoa e seu médico “de acordo com o tamanho do testículo individual”. Antes da relação sexual, o dispositivo é enchido com água até uma marcação estabelecida e aquecido a uma temperatura específica, momento em que o usuário coloca seus testículos no dispositivo e o ultrassom começa. O ultrassom interrompe temporariamente a motilidade dos espermatozoides para que eles não possam fertilizar um óvulo.

O processo é temporário, reversível e sem hormônio. O COSO ainda aguarda testes clínicos.

“Existem apenas dois métodos contraceptivos estabelecidos para homens, o preservativo e a vasectomia permanente”, disse Weiss, acrescentando: “O COSO, em contraste, oferece uma abordagem contraceptiva fácil de usar, sem qualquer tipo de intervenção física, dor ou efeitos colaterais previamente conhecidos. ”

Foto: Rebecca Weiss via Pen News / reprodução

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.