[PÚBLICO A SAÚDE] Três UPAs em Fortaleza oferecem serviços odontológicos de urgência e emergência

Compartilhe Essa notícia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O Dia do Cirurgião-Dentista Brasileiro é comemorado nesta segunda-feira (25). A data é decorrente da criação do curso de Odontologia no País, por meio do Decreto nº 9.311, de 25 de outubro de 1884. Em Fortaleza, três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), gerenciadas pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), oferecem serviços odontológicos: UPA Praia do Futuro, UPA José Walter e UPA Canindezinho.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019, 32% das pessoas com 60 anos ou mais perderam todos os dentes. No mundo, 3,5 bilhões de pessoas, ou quase metade da população do planeta, são afetadas por algum tipo de doença bucal, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ao chegar à UPA, a pessoa realiza cadastro e um profissional da Enfermagem faz uma avaliação objetiva da gravidade do caso, por meio da classificação de risco. O paciente será identificado com uma pulseira e depois, direcionado para o consultório odontológico no interior da unidade.

“As UPAs atendem às situações de urgência/emergência por livre demanda. O paciente, ao chegar, é cadastrado e classificado. Todos os pacientes são avaliados pelo cirurgião-dentista que irá analisar o caso e definir uma conduta. Na maioria das vezes, um procedimento odontológico é realizado para alívio imediato. Em outras situações menos graves, o paciente é orientado a procurar os postos de saúde da atenção primária. Casos mais graves são estabilizados na UPA e, então, o paciente é transferido para atendimento em hospitais”, explica Vilânia Mendes, coordenadora de Enfermagem da UPA José Walter.

Atendimentos odontológicos nas UPAs

O serviço odontológico da UPA Praia do Futuro foi implantado desde dezembro de 2012. Já o da UPA Canindezinho, desde maio de 2013. O mais recente é o da UPA José Walter, iniciado em agosto de 2014. Até o momento, quase 156 mil atendimentos odontológicos foram realizados nos equipamentos.

Mais de 50% das demandas de atendimentos são decorrentes de dor aguda intensa e recente ou pulpite (inflamação da polpa dentária); 30% de ocorrências vêm de casos de infecção, muitas vezes com inchaço no rosto e presença de pus, de origem dentária.

As Unidades de Pronto Atendimento também atendem pacientes com hemorragia (sangramentos intensos) decorrentes de extrações dentárias ou pancadas no local do dente, fraturas dentárias resultantes de traumatismos recentes e colagem de próteses provisórias.

“Atendemos crianças e adultos e atuamos em regime de plantão de 24 horas, durante todos os dias da semana. O atendimento é focado em alívio da dor e estabilização do quadro do paciente”, afirma Rômulo de Medeiros, coordenador de Odontologia das UPAs geridas pelo ISGH. “O tempo de espera de atendimento depende da gravidade do caso e da quantidade de pessoas que estão com diagnóstico semelhante”, acrescenta.

A equipe odontológica da UPA é composta por cirurgiões-dentistas e técnicos em saúde bucal. “O paciente atendido na UPA tem a oportunidade de ser acompanhado por profissionais preparados, qualificados e com olhar interdisciplinar, pois além de cirurgiões-dentistas, técnicos de saúde bucal e da equipe de Enfermagem, ele pode receber suporte da equipe médica, de acordo com o caso”, pontua o coordenador.

Serviço
Endereços:
UPA Praia do Futuro: R. Júlio Silva, 440
UPA Canindezinho: R. José Dantas Pereira, 447
UPA José Walter: Av. Presidente Costa e Silva, s/n

Foto: divulgação

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.