Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

[PUBLICOA EVENTOS] Operação Lei Seca realiza mil testes no fim de semana; 54 condutores são autuados

Compartilhe Essa notícia

Com o aumento de festas e eventos, a AMC tem reforçado a fiscalização preventiva com foco na Lei SecaDurante o fim de semana (10 a 12/11), a Operação Lei Seca realizou 1.036 testes do etilômetro durante todos os turnos em ruas e vias da cidade. As abordagens resultaram em 54 autuações nas fiscalizações preventivas realizadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE).As blitze são realizadas no formato fixo e itinerante, que servem para sensibilizar um número maior de motoristas nas vias de Fortaleza. Do total de autuações, uma teve teste positivo para ingestão de bebidas alcoólicas. Outras 53 pessoas que recusaram o exame, conduta que gera suspeito de consumo, também foram autuadas.Apesar de considerado elevado, o número é esperado diante da intensificação das blitze nas últimas semanas do ano. “Temos reforçado a presença dos agentes de trânsito nas ruas para reforçar a segurança viária neste período de aumento das festividades. É importante que a população compreenda os riscos de dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas e que do começo do dia até a madrugada pode ser submetida a testes do etilômetro”, salienta Wellington Cartaxo, gerente de Operação e Fiscalização da AMC.De janeiro a outubro deste ano, a AMC realizou 28.617 testes de etilômetro. 285 motoristas recusaram a se submeter ao exame – o que gera suspeita de consumo de bebidas alcoólicas – e oito deram positivo. Mais de 70 mil veículos foram abordados em 727 operações da Lei Seca.LegislaçãoDe acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob a influência de álcool é uma prática proibida e extremamente perigosa. A combinação entre bebida e direção aumenta significativamente o risco de acidentes, afetando negativamente a capacidade do motorista de tomar decisões e reagir rapidamente a situações de trânsito.O teste de alcoolemia é expresso em miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). Como a tolerância a álcool é zero no Brasil, o condutor de veículos automotores não pode ingerir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas.A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.Em caso de recusa do teste de alcoolemia, são aplicadas as mesmas sanções. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.

Foto: divulgação

 

 

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.