Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

[PUBLICOA IMÓVEIS] BSPAR Incorporações é a primeira incorporadora do Ceará a receber o selo ESG-FIEC

Compartilhe Essa notícia

A BSPAR Incorporações conquistou o selo ESG-FIEC, sendo a primeira incorporadora do Ceará a receber o selo. O anúncio foi feito oficialmente através do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, Ricardo Cavalcante, que comunicou ao presidente da BSPAR, Beto Studart, o resultado da auditoria realizada pelo Bureau Veritas. O Veritas é um dos maiores organismos certificadores do mundo em ESG, o que chancela práticas ESG de forma totalmente imparcial, trazendo credibilidade e segurança que o mercado requer e o mundo necessita.

A sigla em inglês ESG representa a sustentabilidade ambiental, social e de governança corporativa (Environmental, Social and Governance) nas empresas. O objetivo de tal compromisso é mais do que apenas evitar a deterioração dos recursos naturais. É também combater a ausência de práticas corporativas voltadas para as políticas sociais e a falta de uma gestão íntegra.

ESG é mais que uma política de compensação, é uma estratégia sólida que deve ser planejada e incorporada em todas as ações da empresa. Por isso, entender como o ESG é importante para a empresa é fundamental para que ela possa se desenvolver.

Ao compartilhar o resultado com os gestores da incorporadora, o presidente da BSPAR, Beto Studart, destacou a alegria por receber o selo, ressaltando ser esse um caminho sem volta em busca da excelência que o caracteriza como empresário. “Sou criterioso nessa relação com o que entrego, porque cada empreitada, eu a encaro como uma obra de arte”, afirmou. BS afirmou ainda que é nesse sentido que pretende levar a BSPAR para os próximos anos, procurando sempre construir relacionamentos sólidos, valorizando os que fazem parte do nosso dia a dia, mas principalmente inspirando pessoas.

O processo de formação do Núcleo ESG-FIEC, que garante o selo, começou há mais de um ano, com o desenvolvimento de uma plataforma específica que, de forma estruturada, reúne critérios ambientais, sociais e de governança corporativa, possibilitando a qualificação das ações implementadas pela organização quanto a sua maturidade e relevância. Ao mesmo tempo, a BSPAR começou também a se preparar a certificação a partir do que requeriam as especificações.

O primeiro passo, ressalta a gerente de processos na BSPAR Incorporacões, Geisia Vieira, responsável pela coordenação do processo de certificação, foi contratar uma consultoria para avaliar como estava a empresa e o que precisaria ser melhorado. Esta consultoria coube a Eco Valor, que sob os olhares do Líder ESG, Othavio Laube, conduziu o trabalho a ser apresentado à auditoria do Bureau Veritas. O relatório de sustentabilidade que permitiu a avaliação da Veritas trata sobre diversos aspectos e pode ser acessado no link chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/https://www.bspar.com.br/wp-content/uploads/2023/08/Relatorio-de-Sustentabilidade-BSPAR.pdf

Para a diretora administrativa financeira da BSPAR, Renata Paula, o selo transforma as práticas de comportamento e gestão das empresas, das pequenas práticas as mudanças mais profundas. Mudanças estas, aponta, que dizem respeito principalmente a cultura. “A governança abre horizontes das empresas por envolver os stalkeholdes”, afirma. Uma prova disso, é que a certificação é reavaliada a cada dois anos e para a BSPAR, uma das metas é que 5% dos seus fornecedores passem a ter o selo.

Foto: divulgação

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.