Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

[PUBLICOA IMOVEIS] Residenciais inteligentes: A integração de tecnologia nos novos empreendimentos

Compartilhe Essa notícia

Chegando com tudo, as casas inteligentes, representam o momento atual e deixam de ser sonhos para o futuro. A automação residencial é um avanço nos ambientes conectados, funcionais e eficientes. As casas inteligentes incorporam tecnologias de ponta para oferecer aos moradores uma experiência mais conveniente e segura.

A sustentabilidade é integrada ao DNA das casas inteligentes. Sensores de presença e termostatos inteligentes otimizam o consumo de energia, ajustando-se automaticamente às preferências dos moradores. A gestão inteligente de iluminação não só cria ambientes personalizados, mas também contribui para a redução do consumo energético, promovendo práticas mais ecológicas.

Os proprietários passam a ter controle na palma da mão. Entre os benefícios, estão iluminação, câmeras de segurança, tranca para a porta, com senha digital. A segurança também é aprimorada com a integração de sensores e câmeras inteligentes. “A nova era habitacional une tecnologia à vida cotidiana. É possível ter conforto, comodidade, segurança e eficiência”, destaca o CEO da Colmeia, Otacílio Valente.

De acordo com Otacílio, a empresa tem bons exemplos de investimentos nas últimas tendências tecnológicas voltadas para espaços residenciais. Um deles, ainda em construção, é o Sky, que será o segundo empreendimento residencial mais alto do Estado e  contará com circuito fechado de tv para controle de acesso, fechadura eletrônica na porta principal, controle de segurança por meio de código e acesso de área comum com reconhecimento facial, entre outros diferenciais.

À medida que a tecnologia avança, as casas inteligentes têm a capacidade única de se adaptar e evoluir. Atualizações de software e novos dispositivos podem ser facilmente integrados, garantindo que essas residências permaneçam na vanguarda da inovação ao longo do tempo.

Foto: divulgação

Rodrigo Kawasaki

Rodrigo Kawasaki

Editor-chefe da Público A.